A 190 / 1.9 190 ELEGANCE GASOLINA 4P AUTOMÁTICO

Código do anúncio: 00225

1
2
3
4
5
6

Elegance 2005/2005 Completa : Ar condicionado - Piloto automático - Controlador de velocidade - Trio elétrico - Rádio - ABS - Airbag Reparos recentes: Cambio automático OK - Alternador OK - Pneus OK - Motor de arranque OK - Válvula hidrostática OK - 04 Coxins OK - Bomba de combustível OK - Homocinéticas OK

W168
Fabricante: Mercedes-Benz
Produção: 63.402 - 1997 – 2004 (Alemanha) 17/2/99 – 15/08/2005 (Brasil)
Montagem: Alemanha / Basil
Chassis: Monovolume
Motores: 1.6 e 1.9
Transmissões: 5 marchas manual / 5 marchas semi-automático - 5 marchas automático  
Dimensões: 
Entre eixos: 2.423 mm
Comprimento:  3.606 mm
Largura: 1.719 mm
Altura: 1.587 mm
Antecessor: ---
Sucessor: w169
 
O Classe A (A 160 e A 190) é um monovolume compacto da Mercedes-Benz. Foi fabricado no Brasil de 1999 a 2005, na fábrica da marca em Juiz de Fora, tendo sido substituído pela versão importada.
 
A produção da Classe A-W168 começou em 1997. Foi também o primeiro veiculo de passageiros com tração dianteira da Mercedes Benz. Com motor dianteiro, e tração dianteira era bastante incomum para a Mercedes. Mais de um milhão de unidades foram vendidas em todo o mundo.
 
Uma inovação do W168 foi o sistema frontal de absorção nomeado de "sanduíche": no caso de uma violenta colisão frontal, motor e transmissão deslizam para baixo do piso, abaixo da altura dos pedais, não invadindo o habitáculo.
 
O W168 ficou famoso em 1997, após o tradicional "teste do alce" realizada pela publicação sueca de automóveis Teknikens Värld. Segundo o relatório, o W168 capotou durante a manobra para evitar o atropelamento do "alce". A Mercedes inicialmente negou o problema, mas depois recolheu todas as unidades vendidas até à data (1997) e suspendeu distribuição até que o problema foi resolvido através da adição do controle eletrônico de estabilidade, e modificando a sua suspensão. Isso marcou a estreia mundial de controles de estabilidade em um pequeno automóvel. No entanto, ele foi votado como carro ruim na Grã-Bretanha, no Top Gear Survey 2007 (opinado pelos próprios donos dos veículos).
 
Produção no Brasil
A Mercedes começou com uma primeira fase da campanha do Classe A, tendo início em outubro de 1998, quando começaram a ser veiculados 12 programates de 90 segundos cada, durante 12 domingos seguidos no Fantástico. Essa etapa tinha intenção de divulgar, de modo jornalístico, em formato de documentário, a construção da primeira fábrica de automóveis Mercedes-Benz fora da Alemanha e o lançamento do Classe A. Cada um deles tratava de um assunto específico: design, motor, chassi, aerodinâmica, a escolha de Juiz de Fora, entre outros temas. Foram dirigidos pelo jornalista Luís Fernando Silva Pinto, da Idea Television, de Washington, e realizados nos Estados Unidos, na Alemanha e no Brasil. Em 1999, ano do começo da produção nacional, a marca novamente pôs uma campanha de lançamento do modelo, colocando no ar 5 comerciais de televisão e mais uma série de anúncios de mídia impressa, outdoor e spots de rádio.
 
Suas vendas atingiram patamares aceitáveis, no começo. Mas seu preço elevado para a época (R$33 mil reais, na versão Classic, básica), aliado à alta do dólar (a maoria das peças eram importadas), o carro foi, a cada ano, vendendo cada vez menos. Acompanhando esse declínio nas vendas, a fábrica de Juiz de Fora estava operando em ociosidade, produzindo apenas 20% de sua capacidade total, quando a previsão era produzir 70.000 carros por ano.
 
Em 15 de agosto de 2005, a produção do Classe A em Juiz de Fora foi parada, após só 63.402 exemplares fabricados desde 17 de fevereiro de 1999.
 
Curiosidades nos Pacotes de Opcionais
Como qualquer outro carro, o Classe A também sofreu mutações em seus equipamentos de série e opcionais com o passar dos anos. Porém existem algumas curiosidades que podem ser percebidas nos modelos!
 
1º Curiosidade: O alarme perimétrico foi disponibilizado somente nos anos de 1999 e 2000, mas existem alguns raros modelos após o ano 2000 que vieram com o alarme. Porém o travamento com o controle remoto na chave canivete foi mantido. Para reconhecer se um Classe A tem um alarme de fábrica, é só verificar se do lado do interruptor do desembaçador traseiro, existe um outro botão com um desenho de um carro e um guincho.
 
2º Curiosidade: Os Classe A ELEGANCE de 99 até 2001 vieram com a opção de banco de couro, porém só os bancos! As laterais das portas continuavam vindo em tecido.
 
3º Curiosidade: Falando em Couro. Os Classe A ELEGANCE fabricados em 1999 vieram todos com o painel revestido em couro, porém de 2000 em diante não eram todos os que vinham equipados com esse acessório.

Esse veículo não contém informações do DataCard




Entre em Contato

Contato: Luis Carlos Da Silva

Cidade: São Paulo/SP

Telefone: (11)9939... ver telefone

Nosso

InsideBenz